Iludir-se

Hello world!

Um dos tantos blogs que tive foi um blog de poesia. Sempre gostei de poesia, acredito que desde que comecei a escrever. Tenho um caderninho guardado em casa, da infância, “cheinho” delas, quando sinto saudades de ser mais inocente recorro a ele. Dou risada de mim mesma quando leio meus escritos antigos, e como é bom me ver menina, ali, entre linhas e rimas… a vida devia ser escrita assim, cheia de rimas bobas.

Bom, por esses e tantos outros motivos, não poderia deixar de tê-las aqui. Algumas serão minhas, outras serão alheias. Aos poucos irei preenchendo esse vazio que a falta das letras deixa nas páginas. Quem quiser também pode me mandar seus escritos, compartilharei com alegria.

Iludir-se 

Do que te importa a realidade

quando é ela que te tira o sono?

Então sem ele já não sonhas mais

e vive à sombra dos teus pesadelos.

Sempre o medo de ser iludida,

de acreditar que a vida é só tua,

eu te pergunto se uma vez na vida

não poderias vivê-la,  nem que um pouco!

.

Que se te iludes tem felicidade.

Que se te iludes tem felicidade.

Que se te iludes tem felicidade.

E ser feliz é a maior verdade.

*Daniele Charão

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s