Um bom motivo para seguir…

Oi, depois de um bom “tempo sem tempo”, hoje decidi parar por alguns minutos e preencher a lacuna GIGANTE que deixei aqui no “Coisas”. O motivo que me fez dar um stop na rotina e me render a escrita foi muito especial: Grace Coddington. Para quem ainda não ouviu falar nessa personalidade, ela é a Diretora Criativa da Vogue USA, a mulher que está por trás do life-style da revista e daqueles editoriais conceituais e cheios de histórias lindas que enchem nossos olhos de beleza.

Mas, e por que eu estou falando dessa mulher?

Simples, depois que troquei a Publicidade pela Moda andei tendo algumas “crises existenciais”, não que seja tão diferente assim, afinal, estamos falando de duas profissões que têm como principal foco vender; vender ideias, estilos, conceitos, marcas… vender, vender, vender. Acontece que quando optei pela moda foi por querer mais do que isso, pensei em liberdade para criar, para transformar arte em beleza e, realmente, ter orgulho das minhas criações. Então, de repente, com o quê me deparo? Com um bando de gente fútil e sem criatividade, com fotocópias ambulantes, ladrões de ideias, copiadores de conceitos, pessoas sem conteúdo, sem vontade de criar de verdade, criaturas que acreditam que a beleza está na etiqueta e não no trabalho ou conteúdo. Surtei. Fiquei MUITO triste em perceber quão poucos são os que amam de verdade a moda e sua arte, tive (quase sempre ainda tenho) vontade de sair de mansinho desse meio, antes que meu coraçãozinho romântico se quebrasse em pedacinhos de decepção.

Foi assim, num dia triste de inverno, que fui apresentada para Grace Coddington, uma ariana (como eu), tão romântica (quanto eu), criativa e ligada a moda da forma mais bonita e artística que alguém poderia estar. E como é bom perceber que existem pessoas que pensam em algo além das cifras e da fama! Grace é gentil e forte, não se escravizou à moda, mas soube amá-la e perceber sua beleza, sabe apreciar o simples e o real, diferenciar perfeições e imperfeições sem deixar de valorizar ambas. Talentosa e apaixonante, um bom motivo para acreditar que na moda ainda é possível criar arte e ser apreciado por isso.

Em 2011 Grace Coddington lançou o livro “Grace, Thirty Years of Fashion at Vogue”, onde conta todas as suas experiências nesse grupo tão seleto e complicado. Caso queiram mais informações sobre Grace, posso adiantar que existem centenas de blogs e sites que falam mais detalhadamente sobre sua vida e trajetória. Da minha parte só gostaria de deixar aqui algumas imagens de criações dessa encantadora editora criativa e dizer que ainda vale a pena acreditar no romantismo, em qualquer que seja sua profissão!

São MUITOS os trabalho de Grace Coddington, estou deixando para vocês apenas uma amostra de tudo o que podem encontrar, caso decidam pesquisar um pouco mais sobre as criações dessa grande mulher.

Beeeijo e até mais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s