Ai, Meu Coração

Coração desconfiado esse aqui que carrego no peito. Desconfia de ti, desconfia de mim, desconfia de um nós dois no futuro, no presente e naquele passado de umas semanas atrás. Meu coração é assim, descompassado, batedor de medos, condutor de toda a minha elétrica necessidade de ter certeza sempre.

Sou desse tipo que finge que não tá nem aí, mas sim estou aqui balançando a perna, roendo as unhas, verificando de minuto em minuto se tu está aí online, em algum tempo e espaço que não seja longe o suficiente para que tu esqueça de mim e nunca mais me procure.

Duro é saber que se não fosse pela insegurança dessa aparelhagem cardiovascular que trago no peito, certamente tudo isso estaria resolvido há tempos. Mesmo assim eu insisto, insisto em achar que é impossível tu gostar de mim assim, tão estranhamente eu, tão sem sentido. Então essa desconfiança toma conta de todo meu corpo, sinto meus fios de cabelos arrepiados, sinto medo, calafrios e desisto de tentar ser amada por ti. Até que eu te encontre outra vez, até que eu ouça tua voz, até que tu me beije, eu fico acreditando que para mim já não importa mais, mas também fico torcendo que tu volte com o teu até e acelere meu coração como sempre fez.

P.S.: Embale-se.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s