Cartas anônimas não datadas

Maio

Não te reconheço mais, teus olhos resolutos neste instante não me dizem o que outrora diziam, tua boca pragmática agora não reflete tuas convicções. Definitivamente tu não existes como em outros tempos e me pergunto por mil vezes em que parte do caminho eu te permiti desarvorar. Sequer compreendo o quanto estimo ou não o que te tornaste, se esta fulgura me encanta ou me amedronta, temo, isto eu entendo, esta paixão que te arrebata a alma pura e violenta teu corpo honesto. Aflige-me ser incapaz de te proteger dos céus preenchidos por luas amarelas, pois sei da supremacia que corpos celestes têm sobre ti. Como evitar? Como te fazer descer para onde habita a gravidade novamente? Busco aflita em todos os prontuários respostas para as minhas dúvidas com relação aos próximos passos que devo dar, visto que não posso te perder, não outra vez. Creio que nada será como noutros tempos e me sossega sentir esta força colossal que transcende tua aura, ainda assim suspeito. Absolva-me do pecado de desconfiar de ti, absolva-me e não vá a lugar algum, não sem mim, não sem primeiro eu confessar-te minha incapacidade de sobreviver distante do que hoje tu és.

 

Ainda Maio

Não reconheço tuas dúvidas sobre mim, tampouco compactuo com tuas aflições. A paixão que tu presumes ter arrebatado minha alma e corpo, nada fez além de preencher um espaço despovoado de meu peito. Permaneço rigorosa com meu juízo e incrédula com relação a quaisquer atos capazes de me afastar de meu centro gravitacional, não duvides de mim nem por uma fração de segundo. Embora corpos celestes sejam capazes de embebedar meu espírito, coisa alguma reina sobre minha confiança na sensatez. Teus medos não são justificáveis contudo te absolvo de teus pecados, pois não saberia proceder de outra maneira para contigo. Não te preocupes por mim, apenas permaneça ao meu lado com a mesma natureza crédula do passado.

Sempre tua.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s